Publicidade

Publicidade

09/06/2008 - 06:07

Compartilhe: Twitter

Circular: ” (…) a primeira entrevista da amizade é o oposto da primeira entrevista do amor; nesta a mudez é a grande eloquência; naquela inspira-se e ganha-se a confiança, pela exposição franca dos sentimentos e das idéias.” (Machado de Assis em “A mulher de preto”)

Autor: - Categoria(s): circular Tags:
09/06/2008 - 06:07

Compartilhe: Twitter

Circular: ” (…) a primeira entrevista da amizade é o oposto da primeira entrevista do amor; nesta a mudez é a grande eloquência; naquela inspira-se e ganha-se a confiança, pela exposição franca dos sentimentos e das idéias.” (Machado de Assis em “A mulher de preto”)

Autor: - Categoria(s): circular Tags:
09/06/2008 - 06:07

Compartilhe: Twitter

Circular: ” (…) a primeira entrevista da amizade é o oposto da primeira entrevista do amor; nesta a mudez é a grande eloquência; naquela inspira-se e ganha-se a confiança, pela exposição franca dos sentimentos e das idéias.” (Machado de Assis em “A mulher de preto”)

Autor: - Categoria(s): circular Tags:
27/05/2008 - 06:03

Compartilhe: Twitter

Circular: “Parece que há duas sortes de vocação, as que têm língua e as que não têm. As primeiras realizam-se; as últimas representam uma luta constante e estéril entre o impulso interior e a ausência de um modo de comunicação com os homens.” (Machado de Assis, “Cantigas de esponsais”, em “Histórias sem data”)

Autor: - Categoria(s): circular Tags:
27/05/2008 - 06:03

Compartilhe: Twitter

Circular: “Parece que há duas sortes de vocação, as que têm língua e as que não têm. As primeiras realizam-se; as últimas representam uma luta constante e estéril entre o impulso interior e a ausência de um modo de comunicação com os homens.” (Machado de Assis, “Cantigas de esponsais”, em “Histórias sem data”)

Autor: - Categoria(s): circular Tags:
27/05/2008 - 06:03

Compartilhe: Twitter

Circular: “Parece que há duas sortes de vocação, as que têm língua e as que não têm. As primeiras realizam-se; as últimas representam uma luta constante e estéril entre o impulso interior e a ausência de um modo de comunicação com os homens.” (Machado de Assis, “Cantigas de esponsais”, em “Histórias sem data”)

Autor: - Categoria(s): circular Tags:
15/05/2008 - 06:02

Compartilhe: Twitter

Circular: “A sagacidade da menina era a sua qualidade mestre: assim, viu depressa o que era menos agradável, para evitá-lo, e o que era mais, para cumpri-lo. Essa qualidade ensinava-lhe a sintaxe da vida, quando outras ainda não passam do abecedário, onde morrem muita vez.” (Machado de Assis, “Iaiá Garcia”, capítulo VI).

Autor: - Categoria(s): circular Tags:
15/05/2008 - 06:02

Compartilhe: Twitter

Circular: “A sagacidade da menina era a sua qualidade mestre: assim, viu depressa o que era menos agradável, para evitá-lo, e o que era mais, para cumpri-lo. Essa qualidade ensinava-lhe a sintaxe da vida, quando outras ainda não passam do abecedário, onde morrem muita vez.” (Machado de Assis, “Iaiá Garcia”, capítulo VI).

Autor: - Categoria(s): circular Tags:
15/05/2008 - 06:02

Compartilhe: Twitter

Circular: “A sagacidade da menina era a sua qualidade mestre: assim, viu depressa o que era menos agradável, para evitá-lo, e o que era mais, para cumpri-lo. Essa qualidade ensinava-lhe a sintaxe da vida, quando outras ainda não passam do abecedário, onde morrem muita vez.” (Machado de Assis, “Iaiá Garcia”, capítulo VI).

Autor: - Categoria(s): circular Tags:
Voltar ao topo