Publicidade

Publicidade
02/10/2008 - 06:32

O reparador de máquinas de escrever

Compartilhe: Twitter

A Business Week fez uma matéria com Paul Schweitzer, 69, especialista em consertar máquinas de escrever. Eu sempre gosto de ler essas reportagens sobre profissões que exigem grande perícia mas que estão, aos poucos, desaparecendo. Outro dia li na revista Trip um pequeno texto de Lino Bocchini sobre um homem que conserta máquinas de fliperama da Taito (hoje em dia uma máquina em funcionamento não sai por menos de 4 mil reais, informava a nota). Não me lembro do nome dele, mas posto aqui assim que conseguir achar a edição. É um ótimo personagem. (Sugestão do Marcelo Trindade).

Autor: - Categoria(s): negócios Tags: ,

Ver todas as notas

2 comentários para “O reparador de máquinas de escrever”

  1. Genial. Ainda semana retrasada, a Economist publicou um obituário de um dos últimos consertadores de máquinas de escrever, chamado Martin Tytell. Está aqui: http://www.economist.com/obituary/displaystory.cfm?story_id=12252747&CFID=23427901&CFTOKEN=46633895

  2. […] Como prometido ontem, cá está ainformação mais completa: o homem dessa foto é Armando Faceira da Silva Rodrigues. Tem 46 anos e há 13 restaura máquinas de pinball Taito, como Cavaleiro Negro e Vortex. Quem informa é Lino Bocchini, da revista Trip. O texto diz que a oficina de Armando fica no centro de São Paulo, mas não dá o endereço. “A filial brasileira da montadora de fliperamas (pinball) parou sua produção há 22 anos, mas até hoje um pequeno grupo fiel de cultuadores da bolinha prateada bate à porta da oficina de Armando”, escreve. Boa dica. (Crédito da foto: Rui Mendes). […]

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo