Publicidade

Publicidade

Arquivo da Categoria economia

21/10/2008 - 06:36

O dinheiro e o mundo em 2200

Compartilhe: Twitter

O que o sr. acha que um historiador no ano de 2200 vai dizer quando olhar para trás e analisar este final de milênio?

Barbrook – Acho que ele vai ter dificuldade em entender que nós usávamos dinheiro. O mesmo tipo de dificuldade que temos em imaginar hoje em dia como eram as relações feudais de suserania e vassalagem.

O que eu acho interessante é que esta utopia da ‘economia da doação’ (gift economy) não é algo apocalíptico, dramático, com pessoas agitando bandeiras nas ruas — uma visão corrente da transição para uma sociedade utópica. Do meu ponto de vista, é algo banal e mundano e que está sendo feito a partir da prática cotidiana das pessoas.”

O trecho acima foi tirado de uma entrevista que o professor Richard Barbrook concedeu ao jornalista Rogério Pacheco Jordão, há quase uma década. Continua atual. Via Nas Entrelinhas, lembrado pelo próprio Rogério.

Autor: - Categoria(s): cultura, economia, Jornalismo, sociedade Tags:
09/10/2008 - 07:17

Linha do tempo explica crise americana

Compartilhe: Twitter

Neste link, uma linha do tempo para entender a crise econômica americana. Via Wired.

Autor: - Categoria(s): economia, história, internet Tags:
05/08/2008 - 07:13

Um economista avalia obras de arte

Compartilhe: Twitter

“Pergunte a David Galenson (foto) qual é a melhor obra de arte do século 20. Sem hesitar ele respoderá que é a pintura “Les Demoiselles d’Avignon“, de Picasso. Ele então pode dizer a você com certeza a segunda melhor, a 3ª, 4ª, 5ª e assim por diante. Sua segurança nesse ranking não está apoiada em seus conhecimentos de história da arte, até porque ele é um economista da Universidade de Chicago. (…) Durante os últimos 10 anos, ele gastou parte de seu tempo estudando artistas e criatividade, convencido de que o tipo de análise econômica que explica o preço da gasolina pode também explicar quais são os maiores artistas dos últimos 100 anos.” A abordagem de Galenson é puramente estatística, uma “nova e radical interpretação da arte do século 20” que os “críticos vão odiar”. É baseada, em parte, em quão freqüentemente a ilustração de uma obra aparece em livros didáticos. Para entender melhor, leia a reportagem “A Textbook Example of Ranking Artworks“, publicada pelo New York Times. Neste link, uma tabela ilustrada traz alguns exemplos. Também dá para baixar um capítulo do livro dele, em PDF: “The Most Important Works of Art of the Twentieth Century“.

Autor: - Categoria(s): Artes Plásticas, economia Tags:
16/07/2008 - 06:31

“Todos contra Daniel Dantas”

Compartilhe: Twitter

A revista Piauí está dando destaque em seu site, excepcionalmente, à uma reportagem antiga: o ótimo perfil de Daniel Dantas, publicado no ano passado, de autoria de Consuelo Dieguez (“Todos contra Daniel Dantas”). É uma excelente oportunidade para conhecer melhor o banqueiro, suas áreas de atuação, as manchetes recentes dos jornais etc. Um trecho do texto: “Vegetariano, seu prato predileto são legumes cozidos. Só em dias de grande extravagância come um peixe, desde que grelhado. Não bebe, não ouve música, não vai ao cinema nem ao teatro. Não faz passeios. Todos os dias, sai de seu apartamento, de frente para o mar, em Ipanema, às 7 da manhã, e só volta do trabalho depois das 10 da noite. (…) Ele acha graça quando ouve que seus hábitos são esquisitos. ‘Outro dia, num restaurante, insistiram que eu tomasse um vinho caríssimo’, disse. ‘Argumentei que seria um desperdício oferecerem um vinho daqueles a uma pessoa que não tinha paladar apurado para apreciá-lo. Aí, me sugeriram aprimorar o paladar.’ Fez uma pausa e massageou a testa, parecendo refletir sobre o assunto. ‘Acho uma aporrinhação esse negócio de aprimorar paladar. Se consigo gostar de um vinho que encontro em qualquer lugar, porque vou arrumar meu paladar e só ter prazer quando tomar uma coisa rara, de altíssima qualidade? É um contra-senso. É muito mais fácil gostar de qualquer coisa. Depois, eu teria que comprar uma adega climatizada, e aí acabaria a luz, e tudo viraria um inferno.'”

Autor: - Categoria(s): economia, Jornalismo, negócios Tags:
08/07/2008 - 17:47

“Financial Times” faz especial sobre o Brasil

Compartilhe: Twitter

O jornal “Financial Times” de hoje publicou um especial sobre o Brasil. Está neste link aqui. Se preferir, há uma versão em PDF. Pelas minhas contas, são 12 textos e uma entrevista em vídeo com Henrique Meirelles. (Sugestão da Fernanda Gil).

Autor: - Categoria(s): Brasil, economia, negócios, política Tags:
07/07/2008 - 06:35

As vantagens da gasolina cara

Compartilhe: Twitter

A revista Time diz que o preço alto da gasolina pode trazer algumas vantagens. Leia “10 things You Can Like About $4 Gas“.

Autor: - Categoria(s): economia Tags:
03/07/2008 - 06:21

Dinheiro na mão é vendaval

Compartilhe: Twitter

Em tempos de volta da inflação, a Portfolio fez uma pequena galeria com exemplos de cédulas de “dinheiro sem valor” ao redor do mundo. A nota acima, de 10 milhões, circula no Zimbábue. Vale uns 4 dólares americanos.

Autor: - Categoria(s): economia, negócios Tags:
18/06/2008 - 06:23

Uma aula sobre “O Capital”

Compartilhe: Twitter

Há 40 anos, David Harvey, professor de Antropologia da City University of New York (CUNY), dá aulas sobre o volume 1 de “O Capital”, de Karl Marx. Agora ele resolveu postar as aulas no blog “Reading Marx’s Capital with David Harvey“.

Autor: - Categoria(s): economia, Educação Tags:
04/06/2008 - 07:34

Carros para camaradas

Compartilhe: Twitter

Para quem gosta de carros e de história (e para quem já teve um Lada quebrado na estrada, claro), este livro de Lewis H. Siegelbaum, professor de história da Michigan State University, parece bem interessante: “Cars for Comrades: The Life of the Soviet Automobile“. Segundo esta resenha aqui, publicada no The Moscow Times (em inglês), o livro é, além de bem escrito, muito mais do que uma simples obra sobre a história dos carros soviéticos. O autor usa o tema para fazer uma reflexão sobre como os carros “encarnaram, encorajaram e agravaram as contradições fundamentais” na experiência de 70 anos do comunismo soviético. Outros livros sobre carros recém lançados: “Motor City Dream Garages“, sobre coleções de automóveis antigos na região de Detroit, Estados Unidos; e “Ford Model T“, sobre o modelo da Ford que está comemorando 100 anos.

Autor: - Categoria(s): automobilismo, economia, história Tags:
17/04/2008 - 07:20

Uma entrevista com John Nash

Compartilhe: Twitter

Na página do Nobelprize.org no YouTube, postaram recentemente uma entrevista com o matemático John Nash (foto), vencedor do prêmio Nobel de economia de 1994. A biografia de Nash deu origem ao filme Uma Mente Brilhante.

Autor: - Categoria(s): economia, matemática Tags:
Voltar ao topo