Publicidade

Publicidade

Arquivo da Categoria bares

11/02/2009 - 06:33

A história do dry martini

Compartilhe: Twitter

Para os curiosos e os apreciadores de bebidas: o Washington Post publicou uma matéria sobre a “evolução do dry martini”, o “presente supremo dos americanos para a cultura mundial”.

Autor: - Categoria(s): bares, curiosidades, Gastronomia Tags:
30/08/2007 - 06:15

Hora da cerveja

Compartilhe: Twitter

Xavier Depuydt, cervejólogo belga, lança no mês que vem a Beer Magazine, primeira revista do Brasil especializada em cervejas. A publicação será trimestral, vendida em banca ao preço de R$ 14,90. O primeiro lançamento será em São Paulo, dia 3/9. O contato do Xavier, para quem quiser, é xavier@beerparadise.com.br. Peguei a informação no Jornalistas & Cia, do Eduardo Ribeiro. Aproveito para deixar uns links por aqui: o Ratebeer (que tem uma lista com as melhores e as piores cervejas do mundo, entre outras atrações); e esta matéria, sobre 32 coisas que você pode fazer com cerveja (além de beber, claro).

Autor: - Categoria(s): bares, Gastronomia Tags:
13/07/2007 - 06:03

"Shaken, not stirred"

Compartilhe: Twitter

O Estadão ouviu as minhas preces. Começou a oferecer um curso online de preparação de drinks. Agora preciso me sacudir e colocar um computador na cozinha. Neste vídeo, o barman Derivan de Souza, um dos melhores de São Paulo (empatado com o Souzinha), ensina a preparar um Dry Martini.“É um drink que deverá ser consumido em momentos de happy hour, após um momento de trabalho (…) para você poder conviver, de uma certa forma, com seus amigos de uma forma clássica”, explica Derivan. “Ele conforta, ele relaxa. (…) As pessoas ficam mais inteligentes depois de dois Dry Martinis. Ou, no mínimo, mais interessantes”.
PS: Sei que são só 6h01 da manhã. Mas hoje é sexta, tudo bem.

Autor: - Categoria(s): bares, Gastronomia Tags:
17/06/2007 - 17:05

Perguntas de bar

Compartilhe: Twitter

Duas perguntas que podem dar samba para os jornais paulistanos ou para a Veja SP: o bar Supremo, de Roberto Suplicy, não está para reabrir? E o que acontecerá com o ponto do extinto Pandoro?

Neste link está uma matéria bem antiga que o jornalista Augusto Nunes escreveu sobre os Jardins. Use a barra de scroll e vá até o box, que é sobre o Supremo. Velhos tempos.

Autor: - Categoria(s): bares, Gastronomia Tags:
Voltar ao topo