Publicidade

Publicidade

Arquivo de dezembro, 2008

22/12/2008 - 06:17

Um aviso

Compartilhe: Twitter

Saio de férias hoje, volto no dia 5 de janeiro (dia em que esta página voltará a ser atualizada de maneira constante). Boas festas. E muito obrigado pela leitura atenta. Um abraço, Ricardo.

PS: Sugestões e críticas serão bem vindas: lombardi@desculpeapoeira.com

Autor: - Categoria(s): memorando Tags:
22/12/2008 - 06:12

“Volto à minha paz, e ao meu uísque”

Compartilhe: Twitter

Circular: “É noite de Natal, e estou sozinho na casa de um amigo, que foi para a fazenda. Mais tarde talvez saia. Mas vou me deixando ficar sozinho, numa confortável melancolia, na casa quieta e cômoda. Dou alguns telefonemas, abraço à distância alguns amigos. Essas poucas vozes, de homem e de mulher, que respondem alegremente à minha, são quentes, e me fazem bem, “Feliz Natal, muitas felicidades!”; dizemos essas coisas simples com afetuoso calor; dizemos e creio que sentimos; e como sentimos, merecemos. Feliz Natal!

Desembrulho a garrafa que um amigo teve a lembrança de me mandar ontem; vou lá dentro, abro a geladeira, preparo um uísque, e venho me sentar no jardinzinho, perto das folhagens úmidas. Sinto-me bem, oferecendo-me este copo, na casa silenciosa, nessa noite de rua quieta. Este jardinzinho tem o encanto sábio e agreste da dona da casa que o formou. É um pequeno espaço folhudo e florido de cores, que parece respirar; tem a vida misteriosa das moitas perdidas, um gosto de roça, uma alegria meio caipira de verdes, vermelhos e amarelos.

Penso, sem saudade nem mágoa, no ano que passou. Há nele uma sombra dolorosa; evoco-a neste momento, sozinho, com uma espécie de religiosa emoção. Há também, no fundo da paisagem escura e desarrumada desse ano, uma clara mancha de sol. Bebo silenciosamente a essas imagens da morte e da vida; dentro de mim elas são irmãs. Penso em outras pessoas. Sinto uma grande ternura pelas pessoas; sou um homem sozinho, numa noite quieta, junto de folhagens úmidas, bebendo gravemente em honra de muitas pessoas.

De repente um carro começa a buzinar com força, junto ao meu portão. Talvez seja algum amigo que venha me desejar Feliz Natal ou convidar para ir a algum lugar. Hesito ainda um instante; ninguém pode pensar que eu esteja em casa a esta hora. Mas a buzina é insistente. Levanto-me com certo alvoroço, olho a rua e sorrio: é um caminhão de lixo. Está tão carregado, que nem se pode fechar; tão carregado como se trouxesse todo o lixo do ano que passou, todo o lixo da vida que se vai vivendo. Bonito presente de Natal!

0 motorista buzina ainda algumas vezes, olhando uma janela do sobrado vizinho. Lembro-me de ter visto naquela janela uma jovem mulata de vermelho, sempre a cantarolar e espiar a rua. É certamente a ela quem procura o motorista retardatário; mas a janela permanece fechada e escura. Ele movimenta com violência seu grande carro negro e sujo; parte com ruído, estremecendo a rua.

Volto à minha paz, e ao meu uísque. Mas a frustração do lixeiro e a minha também quebraram o encanto solitário da noite de Natal. Fecho a casa e saio devagar; vou humildemente filar uma fatia de presunto e de alegria na casa de uma família amiga.”

(Rubem Braga em “Natal”, 1963).

Autor: - Categoria(s): circular Tags:
20/12/2008 - 08:14

Uma música

Compartilhe: Twitter

Um das mais belas composições de Astor Piazzolla: “Adios Nonino” (vídeo gravado em Montreaux).

Autor: - Categoria(s): Música Tags:
19/12/2008 - 07:26

Previsão do tempo para 7 dias

Compartilhe: Twitter

Para quem, como eu, gosta de acompanhar a previsão do tempo, uma boa notícia publicada pela Agência Fapesp: “O Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTec) do Instituto Nacional de Ciências Espaciais (Inpe) lançou o serviço de previsão de tempo para até sete dias em seu site Previsão do Tempo. Até então, as previsões eram divulgadas para o mesmo dia e mais outros três.

Segundo o CPTec, os procedimentos e metodologia empregados na geração da previsão para os três dias seguintes são os mesmos utilizados nos primeiros. Ou seja, os meteorologistas analisam as previsões numéricas regionais e globais geradas pelos modelos rodados no supercomputador do centro e também aquelas geradas por modelos de outros centros meteorológicos do país e do exterior, para então consolidar a previsão final dos sete dias.

De acordo com o centro, as previsões de tempo para 24 horas têm um grau de acerto de até 98% para a precipitação, caindo entre 3% e 4% a cada dia. Quando chega ao sétimo dia, a média de acerto está entre 75% e 80%. (…)”. Leia mais.

Autor: - Categoria(s): Ciência Tags:
19/12/2008 - 07:14

O redator dos discursos de Obama

Compartilhe: Twitter

O Washington Post publicou um perfil de Jon Favreau, 27, (foto) chefe da equipe que escreve os discursos do democrata Barack Obama. “Quando Obama se mudar para a Casa Branca no mês que vem, Favreau irá fazer parte do staff como a mais jovem pessoa da história a ser escolhida como redator-chefe de discursos presidenciais. Ele ajuda a dar forma a quase todas as palavras que Obama fala”. Boa pauta. Favreau, no momento, trabalha num dos mais importantes discursos da história: a fala da posse.

Autor: - Categoria(s): internacional, política Tags:
19/12/2008 - 06:30

10 vezes “Hallelujah”

Compartilhe: Twitter

Mais música. Um bom post do Mirror:10 versões de “Hallelujah”, de Leonard Cohen.

Autor: - Categoria(s): Música Tags:
19/12/2008 - 06:21

Problemas mentais revisados

Compartilhe: Twitter

Psiquiatras revisam livro sobre problemas humanos“, informa o New York Times. Bom saber. A obra, que será lançada apenas daqui a três anos, é a quinta edição do “Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders”.

Autor: - Categoria(s): Ciência, Livros, medicina Tags: ,
19/12/2008 - 06:11

Uma música, cinco versões

Compartilhe: Twitter

Uma boa música para começar o fim de semana: o blues “Nobody knows you when you’re down and out“, na versão de Carla Bruni. Bacana. Na voz de Bessie Smith fica ainda melhor. Outras versões interessantes: Josh White; Eric Clapton; Alberta Hunter.

Autor: - Categoria(s): Música Tags:
19/12/2008 - 06:02

“Há o jogo e o olhar sobre o jogo”

Compartilhe: Twitter

Circular: “Vasto é o mundo do futebol quando a bola rola e entram em ação seus verdadeiros protagonistas, os 22 boleiros. Aí só o que importa é o espetáculo, o jogo, e nele se sucedem o drama e a farsa da ação, os efeitos sublimes, a atenção burocrática, a performance medíocre, em que cada um realiza no campo as metáforas de seu caráter. Esse desafio, em que os protagonistas escrevem sua história de improviso, é, ao mesmo tempo, um espetáculo em si e uma revelação. Porque há o jogo e o olhar sobre o jogo, e esse é um julgamento de características sumárias. Em nenhuma outra atividade humana existe um julgamento tão severo como o que sofre um boleiro a cada jogo. O futebol tem o dom de conduzir o torcedor passa do lúdico ao depósito em segundos, da euforia pela jogada alegre, bem resolvida, à fúria pelo fracasso. São nesses momentos que se forjam os mitos, as carreiras, as grandes histórias (épicas, dramáticas ou engraçadas) que serão repetidas pelos milhares de aedos, em cada esquina, em cada bar, em cada jogo. (…)”. (José Onofre, “Era uma vez o espetáculo”).

Autor: - Categoria(s): circular Tags:
18/12/2008 - 06:48

Imagens que marcaram o ano de 2008

Compartilhe: Twitter

O blog de fotos The Big Picture, do Boston Globe, está publicando uma retrospectiva do ano de 2008 usando apenas imagens. Vale a pena dar uma olhada, mesmo. Neste link, a primeira parte (40 fotos) de um total de 120 que os editores colocarão na web até amanhã (Atualização: a segunda parte já está no site). Acima, dois exemplos: imagem do vulcão Chaiten, no Chile, tirada no dia 2 de maio pelo fotógrafo Carlos Gutierrez, da Reuters; e garoto queniano (e policial) em Nairobi, em 17 de janeiro, flagrados por Walter Astrada, da AFP. Ótimos trabalhos.

Autor: - Categoria(s): fotografia Tags:
Voltar ao topo